Transição de gênero, bullying e comunicação não violenta em vídeos


Vídeos com temas sobre o protagonismo juvenil e a cultura de paz

estão com lançamentos marcados




Transição de gênero, bullying e comunicação não violenta são os temas abordados nos vídeos de Bento Barreto, Fadiany Cardoso e Ranier Rocha, premiados no Edital Juventude Ativa com recursos da Lei Aldir Blanc. Os três amigos decidiram compartilhar suas experiências nesses temas. Fui Bia, sou Bento, Ninguém merece bullying e Não quero ter razão. Eu quero é ser feliz são os títulos escolhidos por Bento, Fadiany e Ranier.


Em seu projeto, o logger Bento Barreto, que até pouco tempo era Beatriz, conta sua experiência na transição de gênero estimulando os jovens a seguir o caminho de autoconhecimento com coragem e determinação. Como ele mesmo define “esse é um processo delicado, muito solitário que requer cuidados, proteção e apoio, em especial da família”.


O bullying se apresenta de diversas maneiras e a produtora Fadiany enfrenta, até hoje, rejeição social pelo seu cabelo. Ela expõe a maneira pela qual tem conseguido se aceitar e superar isso.


“Tem sido libertador falar sobre o meu cabelo. Como pode ainda existir pessoas que gostam de diminuir os outros por não aceitá-las como são?”, reflete Fadiany.

Ranier Rocha, que é músico, reconhece uma importante faceta desta premiação que é a sensação de dividir o prêmio contratando outros jovens para atuar profissionalmente no projeto, e assim “gerar renda durante a pandemia, quando as oportunidades para a juventude diminuíram mais ainda”, ele conclui.


Radiantes com a possibilidade de contar suas histórias e estimular outros jovens no seu protagonismo, os premiados chamaram Yan Dalpra para assinar a direção de fotografia dos vídeos, que nos explica: “são vídeos curtos, mas provocativos para a reflexão, e um novo olhar sobre essas questões tão presentes no nosso cotidiano”


Os vídeos estão sendo lançados nos perfis do Instagram de cada premiado. Fui Bia, sou Bento, de Bento Barreto foi lançado no dia 06 de março e está disponível no Instagram de Bento. Nesta segunda, 08, às 18h, é a vez do vídeo Ninguém merece bullying!, de Fadiany Cardoso. No sábado, 13, às 18h, será lançado Não quero ter razão. Eu quero é ser feliz!, de Ranier Rocha.

O edital Juventude Ativa foi coordenado pelo Movimento República de Emaús, em parceria com a Secult Pará, e os três jovens receberam apoio técnico da CRibas Soluções.


Serviço O QUÊ: Lançamento de vídeos premiados no edital Juventude Ativa (Lei Aldir Blanc Pará)

QUANDO/ONDE:

Dia 6/3, às 18h: Fui Bia, sou Bento, de Bento Barreto, no Instagram @beisonfire Dia 8/3, às 18h: Ninguém merece bullying!, de Fadiany Cardoso no Instagram @fadianycardoso

Dia 13/3, às 18h: Não quero ter razão. Eu quero é ser feliz!, de Ranier Rocha, no Instagram @ranierrocha #audiovisual

#EditalJuventudeAtiva

#leialdirblancpará

1 visualização