Psica Live & Painting retorna com Rap e Carimbó

Roteiro de bicicleta, batalha de rap, graffiti e inclusão social são destaque na programação de encerramento do evento


Registro da Batalha de São Brás por Gerson Rocha.


Após uma interrupção por conta do aumento de casos de Covid-19 no estado, seguido de lockdown, o Psica Live & Painting retoma sua programação que foi iniciada em fevereiro com apresentações musicais de DJ’s e artistas de diferentes estilos e vertentes, vídeo aulas de beats, além de murais virtuais de graffiti conectando arte, vivências periféricas e o público por meio das redes sociais. Agora, em clima de encerramento, o festival traz inclusão social e diversas atividades culturais para a cidade como roteiro de bicicleta, batalha de rap e um mural inclusivo de graffiti sensorial, seguindo todas normas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde em virtude da pandemia da Covid-19.


No próximo sábado, 22 de maio, a partir das 17 horas, ao vivo no canal da TV Psica no YouTube, uma edição especial da Batalha de São Brás trará uma disputa baseada na equidade de gênero e na sagacidade da rima para o público do evento. Para esta ocasião, foram 4 MC 's selecionades: KatD, Yara, Jota e Markinho, e 4 MC' s sorteades: Amazônida, Luazzi, Patife e Smith, que vão disputar o prêmio de R$ 500,00. A competição será realizada ao vivo e contará com a avaliação de dois jurados, um interno e outro convidado, e votação do público por meio das redes sociais da Batalha de São Brás, além de dois pockets shows com o grupo R3 de Icoaraci, que há 16 anos representam o movimento Hip-hop de Belém com muito Rap, Crunk e Reggaeton por onde passam e com a rapper Yasmim Oss, que se dedica e se inspira nas vivências da mulher preta e periférica em suas músicas.


“Em 8 anos de existência, a Batalha de São Brás para muitos jovens periféricos foi o primeiro contato com a arte e até com debates relacionados a gênero, raça, sexualidade, etc. Nós temos muito orgulho de sermos uma das primeiras batalhas de MC 's do Brasil a desclassificar participantes que usem rimas com reproduções de opressões, porém não como forma de cancelamento, mas a partir de uma lógica que o nosso movimento cultural atue na educação e desconcentração de muitos jovens periféricos que são criados no seio de uma sociedade racista, machista e lgbtifóbica”, afirma Daniel ADR, que junto de Everton Mc, divide a organização da Batalha de São Brás.

Esse movimento nasceu em 2013, em frente à praça do Mercado de São Brás, atuando com duelo de MC 's por meio de uma disputa de rimas improvisadas e, desde 2015, ganhou proporções maiores chegando a um público espectador de aproximadamente 600 pessoas, tendo sua história registrada em documentário de curta-metragem que foi exibido em diversas salas de cinema do país e se tornando um espaço que agrega diversos movimentos culturais como o skate, o break dance e o graffiti.


Conjunto Caruana em foto de Raissa Fulô e edição de João Urubu.


Logo após a batalha, a partir das 19h30, quem assume o comando da live show é o grupo de carimbó urbano Conjunto Caruana, que mistura ancestralidade e experimentalismo às suas canções. O grupo fará a apresentação da sua música inédita “Iansã”, que traz uma homenagem à força dos relâmpagos, trovões e tempestades, como explica um dos integrantes do conjunto, Matheus Leão: “Inspirada no ritmo do Carimbó, a canção "Iansã" fala sobre ter um olhar verdadeiro para a realidade e sem julgamentos baseados em moralismos, pois compreende a sacralidade de tudo o que há neste plano”. Além disto, o show conta com as músicas do primeiro EP do conjunto intitulado “Chave do interior”, obra musical que passeia por diferentes sonoridades e letras que versam sobre o sertão amazônico.


Mural inclusivo - Com uma proposta inovadora e participativa em todo o processo criativo, a artista visual Lenu, em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE Belém) - instituição que trabalha há 59 anos com a missão de promover a inclusão social e a melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência intelectual, múltipla e autista -, traz para o circuito de murais virtuais do Psica Live & Painting a arte como plataforma de inclusão social:


“Eles tinham uma parede disponível e me procuraram para realizar esse trabalho. Conversando com os profissionais da instituição, levantaram várias percepções a respeito, por exemplo, de como pessoas autistas usam muito mais o tato, exploram o mundo de forma diferente. E eu nunca tinha pensado em adicionar uma textura nas minhas pinturas. Aceitei o desafio”, afirma Lenu.

O processo de construção do mural se deu durante os meses de dezembro e março, no qual foram realizadas oficinas e vivências elaboradas em conjunto com os profissionais da área da saúde e da educação da APAE para as crianças e adolescentes da instituição como forma de imersão a partir de exercícios de desenho de pintura e imaginação e a produção de materiais que poderiam ser acoplados no mural. As atividades respeitaram todos os protocolos de segurança recomendados pelas autoridades de saúde em virtude da pandemia da Covid-19.


Lenu em foto de Felipe Augusto.


Levando em conta os gostos estéticos, inspirações e ideias dos alunos da APAE, bem como a paleta e o contraste das cores escolhidas de forma a trazer maior visibilidade para aqueles que possuem algum tipo de deficiência visual, o mural também contará com objetos tridimensionais atrelados à parede, alto e baixo relevo, texturas diversas e jogos dinâmicos produzidos pelos próprios alunos com materiais reciclados e reutilizados como tampinhas, garrafas PET, canos de PVC, CD’s, caixas de leite, petecas, entre outros. A intenção é estimular o máximo de sentidos possíveis e proporcionar novas experiências. Todos esses elementos estarão harmoniosamente integrados à pintura do graffiti, complementando e enriquecendo a linguagem, agregando à arte o conceito de sinestesia e expandindo os horizontes do muralismo.


“É um desafio duplo porque eu nunca fiz um mural tridimensional utilizando texturas, novos materiais e novas técnicas e também nunca trabalhei com pessoas com deficiência. Então é um outro desafio, o qual eu busquei ser bastante aberta a reconhecer o que eu não sabia e a ouvir também as crianças, os adolescentes e os profissionais que construíram esse processo artístico em conjunto comigo”, ressalta Lenu.

Todo o processo criativo do mural inclusivo de graffiti sensorial está sendo registrado e será exibido em formato de exposição virtual no dia 28 de maio por meio das redes sociais do Psica Live & Painting e da artista visual Lenu.


Bicicleta pela cidade - No dia 30 de maio, será realizado um roteiro turístico de bicicleta pelos murais construídos pelos artistas visuais que integram o circuito de graffiti proposto pelo evento. O objetivo é que as pessoas possam ver de uma forma criativa todas as obras visuais, aproveitando e conhecendo as quebradas das periferias de Belém a partir de um olhar artístico, olhar que serviu de inspiração para o grafiteiro Santo construir a “Galeria a Céu Aberto” no bairro da terra firme: “Eu me inspiro muito no bairro onde eu nasci e cresci e por isso que eu decidi executar esse projeto na terra firme. É um retorno que eu estou dando pra minha comunidade”.


O roteiro terá início a partir do primeiro mural, o “Murais de Quebrada”, produzido pelo artista visual TsssRex, localizado na Vila Messias, que fica na Avenida Marquês de Herval, entre as travessas Mauriti e Barão do Triunfo, com concentração às 14h30 e saída às 15 horas. Haverá 10 minutos de parada em cada mural e todo o percurso será cumprido de acordo com as normas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde em virtude da pandemia da Covid-19. É obrigatório o uso de máscara durante todo o trajeto que tem tempo total do percurso de 2h30 (12km).


O Psica Live & Painting é uma realização da Psica Produções através da Lei Aldir Blanc, nos editais de Música e Cultura Urbana e Periférica, por meio da Secretaria de Cultura do Pará e Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo e conta com o apoio da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e do Café com Arte.


PROGRAMAÇÃO

LIVE

22/05 - 17h - Batalha de São Brás e Pocket Shows Grupo R3 e Yasmim Oss.

19h30 - Conjunto Caruana


MURAL VIRTUAL

28/05 - Mural Inclusivo de Graffiti Sensorial com Lenu nas redes sociais @psicaproducoes


ROLÊ DE BIKE

30/05 - 14h30 - Concentração: Vila Messias, Av. Marquês de Herval, entre Mauriti e Barão do Triunfo.


Serviço | O QUÊ: Psica Live & Painting | QUANDO: 22, 28 e 30 de maio de 2021 | ONDE: Youtube TV Psica / Instagram Psica / Ruas de Belém | MAIS EM: Instagram da Psica Produções Com informações da assessoria de imprensa. #psica

#liveepainting

#discotecagem

#batalhadesãobrás

#muralvirtual

#rolêdebike

#leialdirblancpa

11 visualizações