Liége apresenta single/clipe DEIXA IR, que fala da ancestralidade da mulher amazônida

Patrocinado por Natura Musical via Lei Semear (PA), o clipe/single será o último a ser lançado antes do álbum digital que chega em junho




Os saberes da floresta para cuidar da saúde, da alma, da vida. Nesta segunda, 03 de maio, Liège lança Deixa Ir, a quarta faixa lançada de Ecdise, álbum de estreia da artista, e vem acompanhada de um clipe inédito gravado na Ilha do Mosqueiro, região metropolitana de Belém do Pará, em outubro de 2020. O vídeo acompanha um ritual próprio das matriarcas da família de Liège, que tem origem indígena, evocando de modo poético dessa Amazônia ao mesmo tempo ancestral e moderna. O projeto tem patrocínio Natura Musical via Lei de incentivo Semear (PA).


Deixa Ir será a última faixa do disco a ser lançada antes da apresentação do álbum digital, porque, na verdade, é a síntese desse trabalho. Essa música é muito importante pra mim porque resume os caminhos que percorri até a construção de Ecdise. Depois de passear por vários momentos na minha carreira, precisei voltar às minhas origens, reconhecer de onde vim pra saber pra onde vou. Assim me reconectei com essa ancestralidade e pude entender melhor os caminhos que decidi seguir. Trouxe pro clipe gerações da minha família: minha bisavó, minha avó, mãe, eu e minha filha, através de um ritual próprio das matriarcas da família que tem origem indígena. Nós também somos responsáveis por perpetuar esses saberes, mantendo viva nossa cultura”, explica a artista que se prepara para lançar o álbum completo no dia 03 de junho.

Foi durante o processo de mudança para São Paulo que a música nasceu. A penúltima música a entrar no álbum reflete esse momento de desprendimento da artista. “Essa música fala de um momento muito difícil pra mim, que foi a chegada a São Paulo, quando minha família ainda não tinha chegado, eu estava sozinha. Foi um momento em que eu duvidei do meu trabalho, que pessoas se afastaram de mim. No auge de uma crise de ansiedade, eu fiz Deixa Ir”, relembra.


A composição foi finalizada em estúdio com o produtor do disco, DJ Duh, o baixista Marcelo Cruz e a cantora e compositora paraense Marisa Brito, que colaborou com a construção da melodia e fez a direção vocal da faixa.


Ao mesmo tempo que Deixa Ir fala de ancestralidade e traz referências de ritmos afro amazônicos, a faixa apresenta um som contemporâneo e pop, com beats e samples, sob o olhar atento e sensível de Duh.


Ecdise é um grande disco, é Pop/World Music de características e abordagens únicas. Ele marca o reencontro de uma artista consigo mesma e com as suas origens. Nosso maior desafio foi fazer com que a obra soasse pop, brasileira, mas não prejudicasse a regionalidade dela”, explica Duh.

Com Deixa Ir, Liège se prepara para o lançamento digital de Ecdise em junho deste ano. O álbum vem com dez faixas e traz como convidades especiais como o paulistano Daniel Yorubá e Thiago Jamelão – que também atuou como diretor vocal, e artistas paraenses.


A diretora Carol Taveira com Liège durante as gravações do clipe. Foto: Vitória Leona.


O clipe – Gravado em outubro de 2020 na ilha de Mosqueiro, distrito de Belém à beira do rio, o clipe documental apresenta os rituais das mulheres da família de Liège, que trazem saberes e rituais da floresta, muito presentes na vida de muitas mulheres amazônidas.


Com direção de Carol Taveira, o clipe é uma peça fundamental para este novo trabalho, pois apresenta quem é Liège, de onde veio e o que ela almeja deixar de legado a partir da sua arte.


“A Amazônia é um assunto muito recorrente e que desperta curiosidade em todo mundo. Para mim, como artista do Norte do país, é muito importante poder mostrar como é nossa relação com a floresta de verdade, sem folclore ou clichês. É uma relação verdadeira que vamos construindo ao longo de nossas vidas e repassando por gerações. São as benzedeiras, os banhos de ervas, a força das águas dos rios e igarapés. Tudo isso faz parte de quem somos, é nosso ponto de partida”, completa a artista. “Nós queremos, sobretudo, contar a nossa história”.

A Ilha de Mosqueiro, balneário muito frequentado no verão paraense por conta de suas praias de água doce, foi o local escolhido como locação porque faz parte da história de Liège. Foi lá que a família dela nasceu e vive até hoje. Não à toa, Mosqueiro também aparece em Lava, primeiro single do álbum lançado ainda em 2020 (veja lyric vídeo aqui).


Registro da gravação do clipe por Vitória Leona.


Ecdise foi selecionado no edital Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura do Pará (Semear), em 2019, ao lado de Lucas Estrela, Chico Malta e Thais Badú, por exemplo. No Pará, a plataforma já ofereceu recursos para 59 projetos até 2019, como Manoel Cordeiro, Dona Onete, Pinduca, Felipe Cordeiro e Luê.


“O futuro que queremos construir é coletivo. Ele passa por momentos de tensão, mas, com a música, somos capazes de chegar a um lugar comum, respeitando a diversidade. Os artistas, bandas e projetos de fomento à cena selecionados por Natura Musical trazem a mensagem de que o futuro pode ser mais bonito com a música e com envolvimento de cada um de nós”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.


Jarina – Liège lançou a Jarina - Saberes Ancestrais, canal/loja idealizada pela artista para vender produtos relacionados direta e indiretamente com sua carreira musical, contando outra parte de sua história, que trata da conexão ancestral, indígena e matriarcal com a natureza, benzimento, artesanatos e rituais espirituais das mulheres de sua família. Com a loja, a artista espera fomentar a carreira e vice-versa, abordando conteúdos correlacionados, agregando valores como sustentabilidade, consumo consciente e reconexão com a natureza e ancestralidade, que estão presentes na vida e obra da artista.


Foto: Vitória Leona.


Sobre Liège - A cantautora paraense Liège é uma das novas vozes da MPB contemporânea. Com uma sonoridade marcada pela MPB, batidas eletrônicas e ritmos afro amazônicos, a música de Liège é dançante e envolvente. A artista, que já se apresentou nos Estados Unidos e em importantes palcos da cena autoral brasileira - Festival Se Rasgum (PA), Casa do Mancha (SP) e Circuito SESC de Cultura (SP) - reserva para 2021 o lançamento de seu primeiro disco pelo Edital Natura Musical via Lei Semear.


Sobre Natura Musical - Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu cerca de R$ 143 milhões no patrocínio de 460 projetos - entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais, documentários e projetos de fomento à cena. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do País e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2020, o edital do programa selecionou 41 projetos em todo o Brasil. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com cerca de 120 shows ao longo de 2019.


Serviço:

| O QUÊ: Lançamento Single/Clipe Deixa Ir de Liège

| QUANDO: 03 de maio de 2021 / 9 horas

| ONDE: No canal de Youtube da Liège (https://urless.in/Lokfm) / Single nas principais plataformas digitais (https://links.altafonte.com/deixair)

| AGENDE: No dia 03 de junho, a artista lança o álbum digital Ecdise nas principais plataformas digitais.


#Mosqueiro

#lançamento

#single

#clipe

#deixair

#liège

#naturamusical

#semear


FICHA TÉCNICA CLIPE:

Direção: Carol Taveira

Co-Direção: Diego Carvalho

Roteiro: Carol Taveira e Diego Carvalho

Direção de Fotografia: Thiago Pelaes

Direção de Arte: Fábio Assunção

Assistente de Direção de Arte: Luana Alice

Idealização e Criação de Figurino: Ketlen Suzy

Assistência de Figurino: Maíra Martins

Colorização: Neto Dias

Montagem: Alexandre Nogueira

Desenho de Som: Davi Paes

Still: Vitória Leona

Beleza: Neto Navarro

Produção Executiva: Liège

Pré-Produção: Barbara Vonp

Assistência de Produção: Luciana Oliveira

Produção de Locação: Robson Campbell

8 visualizações