Festival Noite Suja terá segunda edição do neste final de semana

Atualizado: Mar 25

Com tema “Identidades Transformadoras”, a programação inclui palestras, bate-papos e apresentações artísticas, pautando a diversidade e a acessibilidade



As drags Sarita Themonia e Gigi Híbrida em foto de Kazu.

De 26 a 28 de março, às 20 horas, o coletivo Noite Suja transmite por seu canal no Youtube o II Festival NoiteSuja - Identidades Transformadoras, evento online e gratuito que reunirá 17 artistas paraenses LGBTQIA+ de diversas linguagens artísticas como a arte drag, dança, performance, música e teatro, que discute diversidade e acessibilidade, já que o evento terá interpretação em Libras e legendas em português.


Para Matheus Aguiar, um dos produtores do festival, o evento é importante para promover encontros, formação e articulações, além de debater temas ligados à LGBTQIA+fobia, racismo, misoginia e gordofobia, através da arte.


“A gente tem pensado esse tema durante toda nossa trajetória enquanto movimento, para dizer que drags não servem somente ao entretenimento. São corpos múltiplos, negros e negras, mulheres, pessoas gordas, periféricas... Então, esse festival é como se fosse um memorial para o público poder assistir quando quiser e saber mais sobre essas identidades, como elas se transformam, principalmente através da arte drag, que é a forma em que nós, enquanto coletivo, conseguimos comunicar nossas subjetividades, urgências, enfim, a nossa diversidade, que é essencialmente amazônida”, conta Aguiar, que é produtor cultural, designer e dá vida à drag queen S1mone.

Serão três dias de programação que envolve palestras, bate-papos e apresentações artísticas em vários formatos. O Festival inicia na sexta-feira, com painéis e palestras de atores sociais que fazem parte da trajetória do coletivo NoiteSuja: Shayra Brotero conversa sobre o tema Processos da identidade negra através da arte drag; Skyyssime sobre A territorialidade no fazer Drag na Amazônia; Sarita Themônia sobre O descartável na arte Drag; e Xirley Tão trata sobre Teatro e comicidade na arte Drag.


Já no sábado, dia 27, as atrações são Allyster Fagundes, que fala sobre A arte Drag no ciberespaço; Flores Astrais que aborda O corpo travesti na arte Drag; Gigi Híbrida relata sobre Moda e produção sustentável na Amazônia; e Brigite Liberté sobre Corpo mulher - Corpo Themônia.


No domingo, dia 28, a programação encerra com apresentação do bailarino Marco Antônio; show de discotecagem, performance e pirotecnia da drag Yndjah Báh; o show de performance corporal e dublagem da drag Bunny das Coxinhas; além de show musical de Helena Ressoa e de MC PokaRoupas.


O festival é premiado pelo Edital de Artes Visuais - Lei Aldir Blanc Pará, da Secretaria de Estado de Cultura do Pará (Secult) e Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, além de contar com patrocínio de Associação FotoAtiva e apoio da Comissão de Diversidade Sexual e População LGBTI da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Pará (OAB/PA); da deputada federal Vivi Reis (PSOL); e do restaurante Veg Casa.


Coletivo ‘NoiteSuja’ - O coletivo “NoiteSuja” iniciou em 2013 em Belém do Pará, idealizado pelos multiartistas Matheus Aguiar e Maruzo Costa, agentes multiplicadores da arte drag e de outros fazeres artísticos da comunidade LGBTQIA+ amazônica. Após quatro anos de experiências em casas noturnas, em 2017 realizaram o “1º Festival NoiteSuja no Teatro Margarida Schivasappa, pelo Edital Pauta Livre; e em 2019, duas edições do “Atraque: Ato Político-Cultural Contra LGBTIfobia” nos Teatros Gasômetro e Margarida Schivasappa; apresentando artistas drags e da música em espetáculos gratuitos. Já realizaram exposição fotográfica no Casulo Cultural; mostra de vídeos no Sesc Boulevard; encontros em espaços públicos, como Ita Center Park e Praça da República; e mais de quarenta eventos para a comunidade paraense.


Serviço

| O QUÊ: II Festival NoiteSuja - Identidades Transformadoras

| QUANDO: 26, 27 e 28 de março de 2021 sempre às 20h

| ONDE: Canal no Youtube do Coletivo Noite Suja

| MAIS EM: Perfil no Instagram da produtora

Com informações da assessoria de imprensa.

#Pará

#Belém

#festivalnoitesuja

#coletivonoitesuja

#identidadestransformadoras

#artedrag

#eventoonline

#LeiAldirBlancPará

30 visualizações