Argentino Santi Lopéz lança AMAZÔNIA LEGAL, clipe gravado em Outeiro


Single/clipe chega ao público no dia 19 de abril com mensagens de respeito aos povos indígenas e contra o desmatamento

Santi López em foto de Thaís Costa.


Foram quase cinco mil quilômetros da Argentina até a capital paraense percorridos pelo músico e produtor musical argentino, Santi López, em busca de se reconectar com sua ancestralidade. Processo retratado na faixa Amazônia Legal, que marca a estreia do artista como cantor. O single tem parceria com Dudu Urband e Karen Tavares e será lançada neste 19 de abril nas principais plataformas musicais. A música chega com um videoclipe gravado em Outeiro, distrito de Belém, onde Santi López reside atualmente, e alguns pontos urbanos de Belém.


Nascido em Córdoba e de descendência direta de povos originários da província argentina, o artista vive há três anos no Brasil. Durante esse tempo, ele passou por um processo intenso de resgate das suas origens, muito por meio do contato com indígenas das etnias Anambé e Guajajara. Não à toa, Santi López escolheu o dia 19 de abril, celebrado como o Dia dos Povos Indígenas, para o lançamento de Amazônia Legal, faixa que traz mensagens de valorização e respeito aos povos indígenas e denuncia o desmatamento.


“Através de vivências ao lado de Têçá Anambé e Ylmarana Guajajara pude me envolver em projetos e práticas indígenas, assim como valores, como conexão e valorização da terra. Esse foi o despertar para a minha reconexão ancestral. A escolha da data tem a ver com a necessidade de honrar e dar voz às lutas dos povos indígenas, sobretudo diante da situação alarmante de desmatamento e descaso que vemos hoje em dia. Espero que essa música possa ser um porta-voz dessa mobilização tão importante”, diz ele.

Gravada no estúdio Budokaos Records (Belém), em parceria com a editora Na Music, a canção traz sonoridade predominantemente pop, com influências do hip hop, trap e uma ode à sonoridade paraense, a partir da incorporação de instrumentos amazônicos, como curimbó e maraca, executados na batida do lundu marajoara, além de uma saudação à espiritualidade e encantaria amazônica. A culinária regional também é lembrada na letra, que cita comidas típicas como a maniçoba, farinha e o açaí – paixões de Santi López.


“A minha identificação com o Pará tem sido muito forte. É algo que percebo desde a questão visual, com as pessoas que encontro na rua, em relação a traços faciais que eu carrego em comum, até mesmo o afeto e as amizades construídas na música. Impossível não comentar as comidas regionais, como tucupi, camarão, maniçoba e peixes - morando em Outeiro, temos muito acesso a peixes regionais, como o tambaqui. O gosto pela culinária é tão grande que virou destaque na música”, afirma Santi.

Capa do single que será lançado dia 19 de abril nas principais plataformas digitais.


Amazônia Legal é uma realização da produtora O Boto Produções e tem o apoio da Ná Figueiredo, Go Health Food, Loja Odoyá, Budokaos Records, Antonieta Hostel, O Adridau Hospedaria Amazônica, Casa D´Noca e Organização Máquina.


“Espero que a repercussão desse trabalho possa fortalecer movimentos relacionados à luta ambiental, contra as queimadas e o desmatamento, e pela preservação dos povos originários da Amazônia”, finaliza.

Serviço

| O QUÊ: Lançamento do single/clipe Amazônia Legal de Santi López com parceria de Dudu Urband e Karen Tavares

| QUANDO: 19 de abril de 2021

| ONDE: Nas principais plataformas digitais

| MAIS EM: Instagram do artista


#música

#lançamento

#single

#clipe

#amazônialegal

#santilopez


Ficha técnica “Amazônia Legal”:

Direção Executiva: O Boto Produções

Produção Geral: Andrey Alves

Diretor: Andrey Alves

Projeto: Raphaella Carmona

Diretor de Fotografia: Marcelo Lelis e Thaís Costa

Fotos: Thaís Costa

Figurino: Bibi Ferreira

Visagismo: Fernando Alves

Edição: Vinicius Alves

Segurança: Valdo Soares

Transporte: Francisco Souza

Catering: Adriana Farias, Sandra Gama e Dauana Parente

Santi López Veste Ná Figueredo.

Produção Musical: Santi López

Mix e Mastering: Marcel Barreto – Budokaos Records

Participações Especiais: Karen Tavares e Dudu Urband

Fonograma Exclusivo: ®Na Music

Apoio: Ná Music, Go Health Food, Loja Odoyá, Budokaos Records, Antonieta Hostel, O Adridau Hospedaria Amazônica, Casa D´Noca, Organização Máquina.

Elenco: Marcela Andrade, Mael Anhangá, Eduardo Branco, Andrey Alves, Juan

Paladino, Gabiru Cigano, Edinea Smith, Renata Aguiar, Dudu Urband, Karen Tavares e Santi López

Madrinhas e Padrinhos: Blenda Alves, Jane Mendes, Martha Carneiro, Ágata Pinheiro, Pérola Alves, Tia Adriana, Dauana Parente, Camila Braga, Raimunda Braga, Suely Braga, Aline Braga, Familia Leão, Catarina Abud, Larissa Abud, Lais Abud, Maria Yanomani, Carla Cabral, Luciana Fajardo, Carol Araújo e Marcelo Ramos, Dany Natureza (Sinhá Pureza) Conceição Carlos e Krishna Naíra, Ton Rodrigues, Poty, Jucilan Santana, Ciça Castro, Jéssica Coelho, Letto, Franky Russo e Carolita Borba, Alessanda Lofran e Jader Márques, Maria Martha Funes

17 visualizações