Bianca D'Aquino.jpg

BIANCA D´AQUINO

Audiovisual / Filmmaker / Edição e Produção

Produção cultural / Produção de eventos

Bianca d’Aquino atua na área de produção cultural e audiovisual desde 2012 tendo experiência na concepção, gerenciamento, condução e execução de projetos culturais. Formada em Comunicação social - Publicidade e Propaganda na Universidade Federal do Pará, realizou período de mobilidade acadêmica na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (2014).


Foi produtora do escultor Marcone Moreira no projeto "Exaustos" (2019) contemplado pela bolsa de pesquisa e experimentação da Fundação Cultural do Pará e fez a co-produção do fotógrafo Luiz Braga no projeto Periferia Ribeirinha premiado no edital Rumos do Itaú Cultural (2019).


Trabalhou como assistente de transmissão na G2 Comunicações (2015-2016) e como fotógrafa na GQ Foto Estúdio (2017-2018). Organizou eventos acadêmicos como a Muvuca na Cumbuca - Semana de Comunicação da UFPA (2012-2015), educacionais TEDxVer-o-Peso (2013) e produziu shows como Terruá Pará (2012 e 2013), Festival Cultura de Verão (2012 e 2013) e Circuito Mangueirosa (2019-2020) foi coordenadora de produção no Festival Se Rasgum (2017- 2019), Festival Sonido - Música instrumental & Experimental e produtora local do Festival Garage Sounds (2019).


No audiovisual, foi produtora de elenco da série Amazônia Oculta (2019). atuou como coordenadora de produção no videoclipe da cantora Dona Onete Tubarão (2019), no documentário longa metragem VHQ - Uma breve história do quadrinho paraense (2015); trabalhou como produtora executiva e diretora de produção no curta norte-americano Beyond the gate (Além do Portão) de 2017. Foi assistente de produção no curta metragem Toura (2013); e 2ªassistente de direção na série Diários da Floresta (2016); foi 2ª assistente de fotografia no filme “Órfãos” (2015) e co-roteirista do curta metragem Espelho e Silêncio (2013); Atualmente, produz seu primeiro curta metragem "Monteiro Lopes" .